segunda-feira, 7 de maio de 2012

Medo! Não sejamos dominados por ele. Ouçamos a voz de Deus!

 

Medo, calamidades(…)Aquecimento global, ataque de asteroides, síndrome respiratória aguda grave(SARS), genocídios, guerras, terremotos, tsunamis, AIDS…Isso não acaba nunca? As más noticias estão cobrando seu preço. Somos a cultura mais preocupada da história. Pela primeira vez desde a segunda Guerra Mundial, pais esperam uma vida da próxima geração pior do que a deles.

Ainda que a expectativa de vida tenha dobrado e a pesquisa científica para doenças esteja a todo o vapor, parece que a peste bubônica está devastando as ruas. O repórter Bob Garfield pesquisou artigos de saúde em grandes publicações e descobriu que, entre outras doenças, Erro de calculo sobre doenças nos norte-americanos

Conforme registrado, ao todo, 543 milhões de norte-americanos se consideram gravemente doentes – um número perturbador, já que existem 266 milhões de pessoas no país.

Como notou Garfield, “Ou somos uma sociedade amaldiçoada, ou alguém está contando dobrado?”

Existe uma corrente de medo por aí. Não sejamos aprisionados por ela. Estejamos entre aqueles que ficam calmos. Vamos reconhecer o medo, mas não nos deixemos apavorar. Vamos reconhecer as ameaças, mas recusemo-nos a a ser definidos por elas. Deixe os outros respirarem o ar poluído da ansiedade, não nós. Vamos ficar entre os que ouvem uma voz diferente, a de Deus.

“Não se perturbe o seu coração, nem tenham medo.(João 14,27)(…)

Extraído do livro “Sem medo de viver” do autor Max Lucado, editora Thomas Nelson Brasil.

Um comentário: